7 maravilhas do mundo antigo e moderno em fotos de tirar o fôlego

Escrito por Mariana Haupenthal

Você já deve ter ouvido falar nas 7 maravilhas do mundo, mas você sabia que hoje essa lista é dividida entre o mundo antigo e moderno? A primeira parte dela engloba construções e monumentos levantados há milhares de anos, por povos antigos, das quais apenas um ainda pode ser visitado.

Já a segunda parte se refere a uma votação online não oficial divulgada em 2007, elegendo destinos ao redor do mundo que “merecem ser vistos”. O que todos eles têm em comum? Muita riqueza cultural e histórica! E aí, que tal descobrir um pouco mais sobre cada uma dessas maravilhas?

7 maravilhas do mundo antigo

As 7 maravilhas do mundo antigo apresentam obras artísticas e arquitetônicas incríveis, erguidas durante a Antiguidade Clássica. Sua origem é atribuída a um pequeno poema de Antípatro de Sídon, um poeta grego, e também são encontradas no livro De Septem Orbis Miracullis, do engenheiro grego Filão de Bizâncio. Conheça quais são elas:

1. A grande Pirâmide de Gizé

IStock

Localizada na Necrópole de Gizé, na fronteira que leva o mesmo nome, lá no Egito, esta é a única das 7 maravilhas do mundo antigo que ainda permanece de pé, em grande parte intacta. Erguidas ao longo de um período entre 10 a 20 anos, em torno de 2 560 a.C., eram utilizadas como tumbas para as múmias dos faraós Mequerinos, Quéfren e Queóps.

2. Jardins Suspensos da Babilônia

Acredita-se que os jardins erguidos pelo rei da Babilônia Nabucodonosor foram construídos no século VI a.C. como forma de presentear a sua esposa. Esta é uma das maravilhas que menos se sabe, apesar de haver muita especulação a respeito de suas formas e dimensões.

Não há descrições detalhadas a respeito do local, mas, tradicionalmente, acredita-se que tenha sido construído na antiga cidade de Babilônia, onde hoje se localiza a cidade iraquiana Hillah. Algumas obras fazem referência à construção, no entanto, faltam evidências para se afirmar se existiram de fato ou se são puramente míticos.

3. A Estátua de Zeus

Construída no santuário de Olímpia, na Grécia, a estátua que representava o deus grego sentado possuía cerca de 13 metros de altura, o equivalente a um prédio de cinco andares. O criador da obra foi o escultor grego Fídias, por volta de 435 a.C., utilizando placas de marfim e painéis de ouro sobre uma estrutura de madeira. No Século V, a escultura foi destruída, tendo seus detalhes apenas perpetuados através de antigos materiais gregos.

4. O templo de Ártemis

Também chamado de Templo de Diana, o Templo de Ártemis esteve localizado em Éfeso e era reconhecido como o maior templo do mundo antigo, levantado no século VI a.C. Composto por 127 colunas de mármore com mais de 20 metros de altura cada uma. Acabou sendo destruído por um grande incêndio e foi reerguido pelo rei grego Alexandre, o Grande. Devido ao tempo e exposições climáticas, apenas uma coluna resiste em pé.

5. O Mausoléu de Halicarnasso

A tumba foi construída entre 353 e 350 a.C. em Halicarnasso, atual cidade de Bodrum, na Turquia. Encomendado pela rainha Artemísia II, o luxuoso templo estava localizado sobre os restos mortais de seu marido, rei Mausolo. Acredita-se que tinha cerca de 45 metros de altura e cada um de seus lados recebeu adornos em relevo, criados por diferentes escultores gregos. A obra acabou sendo destruída após terremotos sucessivos entre o século XII e XV.

6. O Colosso de Rhodes

iStock

A estátua do titã-Deus do Sol Hélios foi erguida na cidade de Rhodes por Carés de Lindos, por volta de 280 a.C. O objetivo da obra era celebrar a vitória da cidade contra um governante macedônio que havia invadido o local.

A escultura tinha cerca de 33 metros de altura (altura aproximada da Estátua da Liberdade, nos Estados Unidos) e acabou sendo destruída após um terremoto em 226 a.C. Feita em bronze e pesando mais de 70 toneladas, a estátua contava com um farol na mão direita, servindo como orientação para os navegantes que passavam pela cidade.

7. Farol de Alexandria

IStock

O Farol de Alexandria foi construído pelo Reino Ptolomaico entre 280 e 247 a.C. A construção possuía entre 120 e 137 metros de altura e era considerada uma das estruturas mais altas do mundo. O farol acabou danificado por diversos terremotos, desaparecendo por completo ao longo dos anos. Em 2015, o Ministério de Estado das Antiguidades do Egito anunciou planos de reconstruir o monumento.

7 maravilhas do mundo moderno

Já as 7 maravilhas do Mundo Moderno – também chamadas de Novas 7 Maravilhas do Mundo – foram eleitas por meio de uma pesquisa aberta pela Internet, divulgada em julho de 2007. A ideia foi eleger um novo conjunto de obras dignas a de serem vistas, como havia sido feito pelos gregos no passado.

Os vencedores foram apresentados no mesmo ano da votação em uma cerimônia no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal. Descubra quais são eles:

1. Coliseu

IStock

Localizado em Roma, na Itália, o Coliseu, também conhecido como anfiteatro Flaviano, foi construído no ano de 70. Considerado uma das maiores construções do Império Romano, o local era utilizado como palco das tradicionais lutas entre gladiadores.

O espaço permaneceu ativo por mais de 500 anos, tendo seus últimos jogos da história no século VI. Hoje, o destino recebe mais de 6 milhões de turistas por ano.

2. Chizén Itzá

IStock

A cidade Maia que contempla 16 construções está localizada na província de Lucatã, no México. Considerado um dos principais sítios arqueológicos do mundo, nele turistas encontram a pirâmide de Kukulkan, o Templo de Chac Mool, a Praça das Mil Colunas e o Campo de Jogos dos Prisioneiros. O local está aberto para visitação e guias locais contam sobre os mitos e histórias que envolvem o destino.

3. Machu Picchu

IStock

Também chamada de “Cidade Perdida dos Incas”, Machu Picchu – localizada há nada menos que 2.400 metros de altitude, no topo de uma montanha do Peru – foi construída no século XV e tornou-se o principal símbolo do Império Inca. O local inclui pirâmides, calendários solares e diversas outras construções em pedra e adobe, atraindo turistas de diferentes partes do mundo em uma incrível imersão cultural e histórica.

4. Cristo Redentor

IStock

O destino brasileiro da lista está localizado no alto do morro do Corcovado, no Rio de Janeiro. O Cristo Redentor possui 38 metros de altura e é considerado o maior símbolo da cidade carioca, inaugurado em 12 de outubro de 1931.

A estátua art déco foi concebida pelo engenheiro brasileiro Heitor da Silva Costa e construído durante 9 anos, em parceria com os franceses Paul Landowski e Albert Caquot. Os materiais utilizados foram concreto armado e pedra sabão.

5. Muralha da China

IStock

Também chamada de A Grande Muralha da China, sua construção iniciou em 220 a.C., encomendada pelo primeiro imperador chinês Qin Shihuang, da dinastia Qin. O objetivo do muro de mais de 3 mil quilômetros era proteger o norte do país contra ataques militares.

O monumento inicia em Xangai, passando por Pequim e acompanha a fronteira da Mongólia. Parte da construção ainda permanece devido reconstruções e melhorias.

6. As Ruínas de Petra

IStock

Considerada uma das cidades mais prósperas dos Impérios Romano e Bizantino, o que sobrou da cidade de Pedra – construída por volta do ano 551 – também faz parte da lista das 7 maravilhas do mundo moderno. Localizada em Petra, na Jordânia, o local também é conhecido como Cidade Rosa, devido à coloração de suas pedras.

7. Taj Mahal

IStock

Por fim, a última das 7 maravilhas do mundo moderno é o majestoso Taj Mahal, palácio construído pelo Imperador Shan Jahan como homenagem à memória de sua esposa, Aryumand Banu Began. O monumento, erguido entre os anos de 1630 e 1652, localizado na cidade indiana de Angra, tornou-se um dos maiores símbolos de amor do mundo.

Não há dúvidas que viajar é embarcar em um mundo de histórias, crenças e muita cultura, não é? E aí, quais das 7 maravilhas do mundo antigo e moderno são as suas favoritas? Conte nos comentários e continue de olho nas novidades do Viajali!

PARA VOCÊ