O que fazer em SP: 50 programas para se divertir na capital paulista

Escrito por Marta Stegani

São Paulo é uma cidade tão grande e com tantas opções de lazer que chega a bater aquela dúvida. São diversos museus, parques, praças, bares, restaurantes, bairros tradicionais e a lista segue. Para o visitante de primeira viagem saber o que fazer em SP, elaboramos esse guia com 50 atrações para todos os gostos!

Tem passeio para os dias de chuva, para curtir em família, aqueles que você não vai precisar gastar nada e mais uma porção de coisas legais que a capital oferece. Prepare seu roteiro e seja bem-vindo à São Paulo!

Passeios gratuitos em São Paulo

São Paulo tem muitos passeios interessantes e que você pode se divertir sem gastar nada. Conheça algumas opções!

1. Parque Ibirapuera

O Parque Ibirapuera é uma das mais importantes e mais frequentadas áreas verdes de São Paulo. É um espaço maravilhoso para praticar atividades físicas, com pista para correr, pedalar, patinar, quadras, muitas árvores e um grande lago sentar e observar.

Além disso, dentro do parque existem outras atrações que você não pode deixar de conferir, como o Pavilhão Japonês, o Museu de Arte Moderna, a OCA, o Museu de Arte Contemporânea e muita coisa interessante!

  • Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Vila Mariana.
  • Horário de funcionamento: diariamente, das 5h à 0h.

2. Avenida Paulista

A principal avenida de São Paulo não poderia ser mais a cara da cidade! Ao longo de seus quase 3 km de extensão estão prédios comerciais, carros, congestionamento e gente correndo pra lá e pra cá. Esse centro financeiro também é um ponto turístico importantíssimo e com atrações capazes de manter o turista ocupado por dias.

Do Paraíso à Consolação você encontra shoppings, cinemas, teatros, livrarias, museus e, nas ruas paralelas, restaurantes e bares para uma cervejinha. A avenida é bem servida por metrô, ônibus e ciclofaixa e, aos domingos, ela fecha para os carros e apenas os pedestres circulam por ali.

3. Beco do Batman

O Beco do Batman é um lugar de onde você vai sair com as fotos mais incríveis! A ruela na Vila Madalena é uma galeria de arte a céu aberto. Ali, as paredes, os muros das casas, os postes e até as lixeiras viram telas para os artistas e seus graffitis coloridos. Do outro lado, cada pedacinho é disputado pelos visitantes, que chegam a formar fila para posar na frente das obras.

4. Minhocão

O Elevado Presidente João Goulart, popularmente conhecido como Minhocão, é uma importante via da região central da cidade que vive tomada por carros durante a semana. Mas, aos finais de semana e feriados tudo muda. A avenida fecha para os veículos e os pedestres tomam conta de seus quase 3 km de extensão para correr, pedalar, tomar sol, passear com bichinhos de estimação e observar a paisagem da cidade de uma forma diferente.

5. SESC

Com diversas unidades em São Paulo, o SESC conta sempre com uma programação superinteressante para todas as idades e o melhor: de graça ou custando bem pouco. Tem atividade para as crianças, idosos, shows, peças de teatro, atividade física, exposição e mais uma variedade de coisas. Você pode entrar no site e conferir o que está rolando em cada uma das unidades, ou simplesmente chegar e curtir o espaço.

6. Liberdade

Gosta da cultura japonesa? Então o bairro da Liberdade precisa estar no seu roteiro. Ali, você se sente no próprio Japão: pelas ruas, lanternas e letreiros orientais, o comércio é dominado por produtos e sabores japoneses, sem falar na grande colônia de imigrantes que vive ali.

Um dos principais programas é a feirinha que acontece aos finais de semana. São mais de 200 barracas com artesanato e comida típica para você se perder. Confira aqui um guia com 30 programas para fazer na Liberdade e se sentir na Terra do Sol Nascente!

7. Praça Benedito Calixto

A Benedito Calixto é uma charmosa praça do bairro de Pinheiros onde, aos sábados, acontece uma movimentada feirinha de antiguidades. A feira existe há mais de 30 anos e conta com mais de 300 expositores de artesanato, obras de arte e antiguidades, além de uma praça de alimentação com comidas típicas.

Outro destaque é o tradicional chorinho que acontece sempre às 14h30 e às 18h30. Ao redor da praça também existem diversos bares e galerias para você continuar as compras e a diversão.

  • Endereço: Praça Benedito Calixto.
  • Horário de funcionamento: todos os sábados, das 9h às 19h.

8. Praça Pôr do Sol

O entardecer na Praça Pôr do Sol é a maneira mais paulistana de ver o fim do dia. A praça está para São Paulo assim como o Arpoador está para o Rio de Janeiro. Por estar localizada no alto de uma ladeira, a vista do horizonte é livre de prédios, o que garante o espetáculo.

Para curtir o momento ali, você pode levar uma canga, um petisco, uma bebida e se acomodar no chão. Nos dias de muito sol, o gramado costuma ficar lotado!

  • Endereço: Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiro.
  • 9. Parque Villa-Lobos

    Localizado na Zona Oeste da cidade, o Parque Villa-Lobos é outra área verde que merece atenção. Você pode alugar uma bicicleta e sair pedalando pela ciclovia, caminhar pela pista de cooper, jogar uma partida nas quadras e campos de futebol, deixar as crianças brincarem no playground, fazer um piquenique ou simplesmente deitar na grama e relaxar à sombra de uma árvore.

    • Endereço: Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros.
    • Horário de funcionamento: diariamente, das 5h30 às 19h; no horário de verão até às 20h.

    10. Memorial da América Latina

    Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o Memorial da América Latina é um complexo que celebra as diversas manifestações da cultura latino-americana. Dentre os diversos espaços está a Praça Cívica, um imenso espaço ao ar livre onde acontecem festas típicas dos diversos países do continente, shows, festivais, feiras e diversos eventos.

    Ali também está a famosa escultura de Niemeyer – A Mão – cuja palma mostra o mapa da América Latina se esvaindo em sangue. Em outro pavilhão existe um acervo com cerca de 2 mil peças de arte popular do Brasil, México, Peru, Equador, Guatemala, Bolívia, Paraguai e Uruguai.

    • Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda.
    • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h.

    Saia da cama, tome um bom café da manhã nas padarias da cidade e aproveite o dia!

    O que fazer em São Paulo à noite

    Quando a noite cai, a diversão apenas começa na capital paulista! Você pode ficar na cervejinha e no petisco ou esticar e ir até o dia amanhecer.

    11. Rua Augusta

    A Rua Augusta é um dos símbolos da noite paulistana. A rua é democrática e tem programação para todos os estilos, desde botecos com mesas na calçada para uma cerveja no esquenta até as casas mais alternativas que fervem no Baixo Augusta. A rua mais badalada da cidade fica pertinho da Avenida Paulista, então não tenha medo de curtir até o dia amanhecer e esperar o metrô abrir para voltar pra casa depois de uma noite inesquecível e divertida!

    12. Vila Madalena

    A Vila Madalena é o canto mais boêmio da cidade. Ali está a maior concentração de bares da capital e a diversão e a cerveja gelada é certa! É só caminhar pelas ruas do bairro para ouvir o som que mais lhe agrada e entrar.

    As opções são tantas que fica até difícil escolher: a programação vai desde os bares mais modernos até os típicos botecos. Mas, além da cervejinha, a Vila Madá é muito charmosa e tem também cinema, galerias de arte e muito mais. Confira aqui um guia com os principais bares, baladas e atrações para se jogar pelo bairro!

    13. Bar Brahma

    Localizado no cruzamento mais famoso de São Paulo: a Avenida Ipiranga com a Avenida São João. O bar é famoso pelo chopp bem tirado, pelos petiscos de boteco e pela música ao vivo com grandes nomes da música brasileira. O happy hour é disputado, assim como a feijoada com samba aos sábados. Não dá para deixar de conhecer este clássico no coração da cidade!

    • Endereço: Av. São João, 677 – República.
    • Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 11h30 à 1h; sexta e sábado, das 11h30 às 2h; domingo, das 11h30 à 0h.

    14. Bar da Dona Onça

    Ainda no Centro de São Paulo, o Bar da Dona Onça é outro patrimônio da cidade. Ele está localizado aos pés do icônico Edifício Copan – aquele em formato de S projeto por Oscar Niemeyer. É um lugar para sentar e se deliciar com clássicas porções de boteco e pratos da cozinha popular brasileira preparados pela chefe Janaína Rueda, sentindo o clima tradicional e boêmio do velho Centro.

    • Endereço: Av. Ipiranga, 200 – conjunto 27 e 29 – Edifício Copan – Centro.
    • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 12h às 23h30; de quinta a sábado, das 12h à 0h30, domingo, das 12h às 17h.

    15. Veloso Bar

    Homenageando o botequim carioca em que Tom Jobim e Vinícius de Moraes viram a Garota de Ipanema a caminho do mar, o Veloso é um bar disputado por seus petiscos, pela caipirinha e pela feijoada. A coxinha de frango com catupiry é uma das mais famosas da cidade. Para beber, além do chopp servido na tulipa rabo-de-peixe, 20 combinações de caipirinhas. Mas, é importante chegar cedo, pois há sempre fila de espera para experimentar essas delícias.

    • Endereço: R. Conceição Veloso, 54 – Vila Mariana.
    • Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 17h30 à 0h30; sábado, das 12h30 à 0h30; domingo, das 16h às 22h30.

    16. Cinesala

    Que tal fechar o dia no cinema mais confortável de São Paulo? No Cinesala, um dos poucos cinemas de rua da cidade, além das poltronas pra lá de aconchegantes, existe a opção de sofás, onde você pode ficar bem à vontade e se sentir como se estivesse em casa. Em cartaz, filmes populares, mas também opções autorais. Para adoçar a sessão, a bomboniere conta com boas opções para petiscar durante o filme.

    • Endereço: R. Fradique Coutinho, 361 – Pinheiros.
    • Horário de funcionamento: confira a programação no site.
    • Valor de entrada: poltrona comum – R$ 24; sofá duplo – R$ 33; sofá solteiro – R$ 17.

    17. Skye Bar

    Boas bebidinhas em uma das vistas mais incríveis da cidade? Experimente uma noite no Skye Restaurante e Bar, localizado na cobertura do Hotel Unique. O Skye possui uma piscina avermelhada e um lounge com vista panorâmica para o Parque Ibirapuera e todo o horizonte de São Paulo, incluindo o skyline da Avenida Paulista.

    Da cozinha saem deliciosos pratos da gastronomia contemporânea. Para deixar a atmosfera ainda mais envolvente, a partir das 21h um DJ toma conta do som. É um ambiente perfeito para um almoço de negócios, happy hour entre amigos ou um jantar romântico.

    • Endereço: Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4700 – Jardim Paulista.
    • Horário de funcionamento: café da manhã – das 7h às 11h. Almoço – segunda a sexta-feira, das 12h às 15h; sábados e domingos, das 13h às 16h; feriados, das 12h às 16h. Jantar – de segunda a quinta, das 19h à 0h; sextas e sábados das 19h à 0h30; domingos, das 19h à 0h. O bar abre todas as noites a partir das 18h.
    • Valor de entrada: gratuito.

    18. Mirante 9 de Julho

    Outro programa agradável para uma tarde/noite é o Mirante 9 de Julho. O mirante funciona na parte de trás do Masp e tem um belo visual. Ali sempre acontecem exposições, feirinhas e shows, sem falar no café, que funciona diariamente para você fazer uma boquinha, e no bar, que abre às sextas, sábados e domingos a partir das 15h para relaxar, tomar bons drinks e jogar conversa fora.

    • Endereço: R. Carlos Comenale, s/nº.
    • Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 22h.
    • Valor de entrada: gratuito.

    19. Terraço Itália

    O Terraço Itália é um dos programas mais românticos da capital. O restaurante funciona no 41º andar do Edifício Copan. Todos os ambientes têm vista panorâmica para a cidade, que fica ainda mais linda iluminada. O jantar – à luz de velas – é embalado pelo som do piano, e da cozinha saem pratos requintados da culinária italiana. O bar, no 42º andar, também tem ambiente clássico e sofisticado e já foi eleito diversas vezes como “o melhor lugar para ir a dois em São Paulo”.

    • Endereço: Av. Ipiranga, 344 – 41º andar – Centro.
    • Horário de funcionamento: para garantir uma mesa, é importante fazer a reserva pelo site.

    20. D-Edge

    A D-Edge é o lugar para dançar música eletrônica até o dia amanhecer. A casa está no ranking das melhores baladas do mundo e diversos artistas internacionais já passaram por ali. De cara, o visitante se surpreende com as luzes, o som e a estrutura do lugar. A balada tem também um lounge ao ar livre com espaço para sentar, observar a vista e conversar.

    • Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 141 – Barra Funda.
    • Horário de funcionamento: segunda, quinta, sexta e sábado, das 23h às 7h.
    • Valor de entrada: confira a programação e os valores na página do Facebook.

    São Paulo não para e, se você tiver fôlego, encontra atrações 24 horas por dia!

    O que fazer em São Paulo com chuva

    Enquanto a chuva cai e deixa a cidade com o clima típico da terra da garoa, aproveite para fazer uma programação bem paulistana:

    21. Mercado Municipal

    O Mercado Municipal de São Paulo é parada obrigatória para os turistas. O Mercadão é um ícone da cidade. Por lá, passam mais de 350 toneladas de alimentos todos os dias em seus mais de 290 boxes, onde você encontra uma grande variedade de produtos, como frutas, peixes, carnes, temperos, doces e muito mais.

    Mas o Mercadão também é famoso pelo sanduíche de mortadela, uma iguaria tradicional paulistana. Sente-se na praça de alimentação e experimente também o bolinho, o pastel de bacalhau e outras delícias.

    • Endereço: R. da Cantareira, 306 – Centro.
    • Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 6h às 18h; domingos e feriados, das 6h às 16h.

    22. Theatro Municipal de São Paulo

    O Theatro Municipal é um lugar histórico da cidade, que surgiu no século XX para satisfazer as necessidades da alta sociedade da época e receber grandes artistas da música lírica e do teatro. Com mais de 100 anos de história, ainda hoje é possível assistir a espetáculos e conhecer detalhes da luxuosa construção inspirada no Ópera de Paris.

    Você pode conferir a programação e assistir aos espetáculos, que tem ingressos bem baratinhos, ou agendar uma visita guiada para conhecer a história e as instalações desse belíssimo espaço da cidade. Acesse o site e confira as opções.

    • Endereço: Praça Ramos, s/n° – Centro.

    23. Centro Cultural Banco do Brasil

    O CCBB ocupa um belo edifício de 1901 no coração da cidade que por si só já vale a visita. O Centro Cultural conta com uma programação interessante de teatro, cinema, artes visuais e música. Fique de olho na programação e conheça!

    • Endereço: R. Álvares Penteado, 112 – Centro.
    • Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 21h, exceto às terças.

    24. Farol Santander

    Que tal ver São Paulo do alto de um dos arranha-céus da cidade? O Farol Santander funciona no antigo prédio do Banespa, no coração da cidade. Nos primeiros andares o visitante é recebido por uma exposição fixa, que resgata a história do edifício desde sua construção. Nos demais andares sempre há algo novo para conhecer, aprecie o mirante do 26º andar com uma vista especial de São Paulo e, junto com o visual, faça uma parada para um almoço, lanche ou cafezinho e viva uma experiência cultural, histórica e gastronômica.

    • Endereço: R. João Brícola, 24 – Centro.
    • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 20h.
    • Valor de entrada: inteira – R$ 25; meia-entrada – R$ 12,50.

    25. Galeria do Rock

    Ainda pelo Centro, aproveite para conhecer a lendária Galeria do Rock. E se você for fã do ritmo, melhor ainda! O espaço nasceu na década de 60 e hoje abriga mais de 400 lojas com produtos relacionados ao rock, hip hop, skate e ao universo underground, além de estúdios de tatuagem, venda de CDs, LPs e instrumentos musicais. O edifício cheio de curvas chama a atenção de quem passa e convida para bater perna e conhecer seu interior.

    • Endereço: Av. São João, 439 – República.
    • Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 19h30; sábado, das 10h às 18h.
    • Valor de entrada: gratuito.

    26. MIS

    O Museu da Imagem e do Som conta com um acervo gigante: são mais de 200 mil itens, entre fotografias, filmes, vídeos e muito mais. Além das exposições, acontece no museu uma programação com conversas, oficinas, exibição de longas e cursos nas áreas de cinema, fotografia, história da arte, áudio, vídeo e novas mídias. Acesse o site e conheça a programação completa.

    • Endereço: Av. Europa, 158 – Jardim Europa.
    • Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 20h; domingos e feriados, das 10h às 19h.
    • Valor de entrada: as exposições do térreo são gratuitas; para as demais programações, consultar no site.

    27. MASP

    Imponente na Avenida Paulista, o MASP faz parte do visual e da história de São Paulo. O primeiro museu moderno do país reúne um acervo de mais de 10 mil obras, incluindo pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos e sendo o mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul. Além da mostra de longa duração, ao longo do ano acontecem outras exibições imperdíveis. Se você é um apaixonado por arte, não deixe de conhecer o MASP!

    • Endereço: Av. Paulista, 1578.
    • Horário de funcionamento: terça, das 10h às 21h; quarta e quinta, das 10h às 19h; sexta e sábado, das 10h às 21h; domingo, das 10h às 19h; fechado às segundas. A bilheteria fecha sempre 30 minutos antes do horário de encerramento.
    • Valor de entrada: adultos – R$ 40; estudantes, professores e maiores de 60 anos – R$ 20 – entrada gratuita às terças.

    28. Instituto Tomie Ohtake

    O Instituto Tomie Ohtake chama a atenção de longe por suas formas e cores. O espaço, que homenageia a artista que lhe dá nome, foi projetado especialmente para realizar mostras de artes plásticas, arquitetura e design. Exposições inéditas no Brasil já passaram por ali, como Yayoi Kusama, Salvador Dalí, Joan Miró, entre outras. No instituto também acontecem outras atividades relacionadas às artes, como debates, oficinas e cursos, basta ficar ligado no site para conhecer.

    • Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – Pinheiros – (entrada pela Rua Coropés, 88).
    • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 20h.
    • Valor de entrada: gratuito. Apenas algumas exposições têm entrada paga.

    29. Japan House

    A Japan House é um projeto criado pelo governo japonês para espalhar a cultura japonesa pelo mundo. Além de São Paulo, a casa está presente também no Japão, Londres e Los Angeles. É um espaço para ver e vivenciar desde a cultura milenar japonesa até as perspectivas inovadoras. A Japan House é mais um dos espaços interessantes localizados na Avenida Paulista.

    • Endereço: Av. Paulista, 52.
    • Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 20h; domingos e feriados, das 10h às 18h; fechado às segundas.
    • Valor de entrada: gratuito.

    30. Biblioteca Mário de Andrade

    Chuva e livros formam uma combinação muito boa. Então, aproveite para conhecer a Biblioteca Mário de Andrade, a maior biblioteca pública da cidade e a segunda maior do país, perdendo apenas para a Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. O local existe desde 1926 e possui um acervo com mais de 3,3 milhões de obras. Além da leitura, lá também é possível conferir exibição de filmes, peças de teatros, saraus e outros eventos.

    • Endereço: R. da Consolação, 94 – República.
    • Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 22h; sábado e domingo, das 8h às 20h.

    E se a chuva apertar, ainda assim você tem muito o que fazer em São Paulo! Confira aqui uma lista com museus em SP para respirar arte e ainda tomar um cafezinho.

    O que fazer em São Paulo com a família

    Quem viaja com criança encontra em São Paulo uma programação pra lá de interessante, cheia de diversão e conhecimento!

    31. Zoológico de São Paulo

    O Zoológico de São Paulo é um passeio que agrada em cheio a criançada! São mais de 2 mil animais de aproximadamente 250 espécies em exposição. Além de tantos bichinhos, o Zoo também é considerado o maior fragmento florestal de Mata Atlântica localizado na área urbana e abriga algumas das nascentes do riacho do Ipiranga, onde vivem algumas espécies de fauna nativa.

    • Endereço: Av. Miguel Estéfano, 4241 – Água Funda.
    • Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 17h.
    • Valor de entrada: adultos e crianças acima de 12 anos – R$ 40; crianças de 6 a 12 anos – R$ 20; crianças até 5 anos – gratuito.

    32. Jardim Botânico

    Bem pertinho do Zoológico está o Jardim Botânico, então, se sobrar tempo, aproveite para fazer os dois passeios no mesmo dia. Pelos bosques, alamedas e recantos do Jardim estão uma grande diversidade de árvores nativas e também espécies de outros países. O lugar é um verdadeiro oásis para você passar algumas horas em contato com a natureza. Ali existe restaurante e lanchonete para fazer aquela pausa e repor as energias.

    • Endereço: Av. Miguel Estéfano, 3687 – Água Funda.
    • Horário de funcionamento: de terça a domingo e feriados, das 9h às 17h; no horário de verão das 9h às 18h.
    • Valor de entrada: público em geral – R$ 10; estudantes – R$ 5.

    33. Parque da Água Branca

    O Parque da Água Branca é um lugar que a família inteira vai adorar e que exala tranquilidade. É ótimo para uma caminhada, corrida, praticar atividade física, meditar e deixar as crianças à vontade com os bichinhos que vivem ao ar livre ou no parquinho. Há também espaço para leitura, para idosos praticarem exercícios e muita animação no tradicional baile da terceira idade.

    • Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca.
    • Horário de funcionamento: de segunda a segunda, das 6h às 20h.

    34. Parque Estadual da Cantareira

    Para quem gosta de contato com a natureza, o Parque Estadual da Cantareira é a fugidinha perfeita. O parque possui uma das maiores áreas de mata tropical nativa do mundo situada em uma região metropolitana e abriga animais e espécies ameaçadas de extinção.

    Ali há algumas trilhas para serem feitas e não é necessário o acompanhamento de guia, apenas disposição. Ao final da trilha da Pedra Grande, a que requer mais preparo físico, o visitante é surpreendido com uma vista panorâmica da cidade. É um lugar para relaxar, fazer um piquenique, respirar um pouco de ar puro e se sentir fora de SP!

    • Endereço: R. do Horto, 1799 – Horto Florestal.
    • Horário de funcionamento: sábados e domingos e feriados, das 8h às 17h; entrada para trilha até às 15h.
    • Valor de entrada: R$ 15; estudantes pagam meia-entrada; menores de 12 anos e maiores de 60 não pagam.

    35. Museu do Futebol

    Torcedores de todos os times estão mais que convidados para conhecer a história desse esporte que é paixão nacional. O Museu do Futebol está localizado no avesso das arquibancadas do Estádio do Pacaembu e é um dos museus mais visitados do país.

    A exposição principal narra de forma lúdica e interativa como o futebol chegou ao Brasil e se tornou parte da nossa história. Depois de ser saudado pelo Rei Pelé na chegada e percorrer todas as salas, o visitante tem a oportunidade de pisar no gramado do estádio e ter uma visão privilegiada do campo.

    • Endereço: Praça Charles Miler, s/nº – Pacaembu.
    • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 17h; fechado às terças; o museu tem horário especial de funcionamento em dias de jogos.
    • Valor de entrada: inteira – R$ 15; meia-entrada – R$ 7,50.

    36. Museu Catavento

    O Museu Catavento é um espaço interativo que tem a missão de apresentar a ciência de forma instigante para as crianças, jovens e adultos. Ali, a criançada curiosa tem a chance de tocar em um meteorito, conhecer o corpo humano por dentro ou descobrir que o sol não é tão redondo quanto parece. O sucesso é tanto que o museu já foi o mais visitado do estado por três anos consecutivo. Não deixe de apresentar aos pequenos esse espaço de diversão e aprendizado!

    • Endereço: Av. Mercúrio, s/nº – Parque Dom Pedro II.
    • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 16h.
    • Valor de entrada: R$ 10.

    37. Aquário de São Paulo

    O Aquário de São Paulo é o primeiro aquário temático da América Latina. Nas suas águas habitam milhares de animais de centenas de espécies. É possível chegar bem perto de tubarões, raias, peixes-boi e até pinguins. É um passeio perfeito para ser feito com a família toda e uma ótima programação para as férias!

    • Endereço: R. Huet Bacelar, 407 – Ipiranga.
    • Horário de funcionamento: de segunda a domingo, das 9h às 19h; entrada e bilheteria até às 17h.
    • Valor de entrada: adulto – R$ 90; criança – R$ 60; a partir de 60 anos – R$ 45.

    38. Museu da Imigração

    Visitar o Museu da Imigração é como voltar no tempo. Foi ali, nos séculos XIX e XX, que representantes de mais de 70 nacionalidades desembarcaram no Brasil em busca de melhores condições de vida. Inaugurada em 1887, mais de 2,5 milhões de pessoas passaram pela Hospedaria Imigrantes.

    Hoje, é possível ver as memórias dessas pessoas, como elas viviam, como chegaram ao Brasil, suas vestimentas e muita história que contribuiu para a formação da cidade e se faz presente até os dias atuais. Além de um passeio interessante, é uma verdadeira aula de história!

    • Endereço: R. Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca.
    • Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 9h às 17h; domingos, das 10h às 17h.
    • Valor de entrada: inteira – R$ 10; meia-entrada – R$ 5; gratuito aos sábados.

    39. Parque da Mônica

    Quer fazer a criançada feliz e também se divertir com os personagens mais famosos do gibi? Então não deixe de fazer uma visitinha ao Parque da Mônica! Localizado dentro do Shopping SP Market, o maior parque coberto da América Latina tem mais de 20 atrações que educam e divertem ao mesmo tempo.

    Além dos brinquedos para crianças de todas as idades, o parque é equipado com praça de alimentação, guarda-volumes e carrinho de bebê, e toda infraestrutura para um dia de muita diversão no mundo mágico dos quadrinhos!

    • Endereço: Av. das Nações Unidas, 22.540 – Shopping SP Market.
    • Horário de funcionamento: confira o calendário no site.
    • Valor de entrada: na bilheteria – a partir de R$ 99; pelo site – R$ 89,10.

    40. Bixiga

    Reunir a família ao redor da mesa é uma delícia! Por isso, não deixe de conhecer o Bixiga, o bairro mais italiano da cidade! E falando em Itália, lógico que não poderia faltar uma boa massa. Você não precisa andar muito para encontrar diversas cantinas tradicionais, como a C… Que Sabe!, Cantina Roperto, a Lazzarella e muitas outras! Aproveite o passeio pelo bairro para conhecer os museus, a quadra da Vai-Vai e, dependendo da época, a festa de Nossa Senhora Achiropita.

    E não são só os pequenos que vão curtir essa programação, os adultos também vão adorar, pode apostar!

    O que fazer em São Paulo numa segunda-feira

    Para muitos, a segunda é um dia chato. Muitos museus estão fechados, mas não pense que você vai ficar sem nada para fazer. Enquanto a maioria trabalha, aproveite os espaços mais vazios e faça da segundona um dia muito legal!

    41. Edifício Martinelli

    O Edifício Martinelli foi o primeiro arranha-céu de São Paulo e está localizado bem no Centro da cidade. Se você não tiver medo de altura, é possível subir até o topo e contemplar a cidade de seu terraço de mais de 100 metros de altura. Para visitar, é só chegar e aguardar na fila que se forma na porta. As entradas acontecem de hora em hora e são permitidas apenas 15 pessoas por vez.

    • Endereço: Av. São João, 35.
    • Horário de funcionamento: diariamente, com entrada às 11h, 12h, 13h, 14h30, 15h30, 16h30, 17h30 e 18h30.
    • Valor de entrada: gratuito.

    42. Parque da Independência

    Muito mais que um espaço para se divertir, o Parque da Independência é um marco histórico, pois foi naquele local que, em 1822, D. Pedro I declarou a independência do Brasil. Embora o Museu do Ipiranga localizado ali não esteja funcionando, é possível se caminhar, andar de skate, fazer piquenique e observar os monumentos e o jardim em estilo francês. É uma ótima opção para passar o dia, relaxar e tirar belas fotos.

    • Endereço: Av. Nazaré, s/nº – Ipiranga.
    • Horário de funcionamento: diariamente, das 5h às 20h.
    • Valor de entrada: gratuito.

    43. Pinacoteca

    A Pinacoteca de São Paulo é o museu de arte mais antigo da cidade, com ênfase na produção visual brasileira do século XIX até os dias atuais. O prédio por si só já é um charme: um edifício de tijolinhos onde antes funcionou o Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo.

    Ao lado da Pina está o Parque da Luz, tombado como patrimônio histórico e que abriga cerca de 32 esculturas que fazem parte do acervo da Pinacoteca. Aproveite a visita para apreciar as obras e encerrar o passeio com um almoço ou um lanche na cafeteria do museu, com vista para o jardim.

    • Endereço: Praça da Luz, 2 – Luz.
    • Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 17h30.
    • Valor de entrada: inteira – R$ 10; estudantes – R$ 5; menores de 10 anos e maiores de 60 não pagam.

    44. Memorial da Resistência

    Bem pertinho da Pinacoteca está o Memorial da Resistência. O local foi sede do Deops/SP, o Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo, que atuou durante o regime militar, e guarda as memórias da resistência e da repressão política do Brasil republicano.

    Uma linha do tempo conta a história do edifício, mas a parte mais emocionante é o conjunto prisional, onde é possível ver depoimentos sobre o cotidiano na prisão. É um passeio repleto de conhecimento para quem quer saber mais sobre a história do país.

    • Endereço: Largo General Osório, 66 – Santa Ifigênia.
    • Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 17h30. Fechado às terças.
    • Valor de entrada: gratuito.

    45. Sala São Paulo

    A Sala São Paulo é um presente para os ouvidos de quem aprecia música clássica. O local é a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e uma das mais importantes casas de concertos e eventos do país, com uma acústica impressionante!

    É possível assistir aos concertos gratuitos da Osesp e outras orquestras todos os domingos às 11h, de graça. Mas se você quiser, também pode fazer uma visita monitorada para conhecer a história do prédio, que foi tombado como patrimônio histórico.

    • Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 – Campos Elísios.
    • Horário de funcionamento: visita monitorada – de segunda a sexta, às 13h e 16h30; sábado às 13h30; domingos, às 13h. Confira a programação no site.
    • Valor de entrada: de segunda a sexta – R$ 5; sábado e domingo – gratuito.

    46. Free Walking Tour SP

    O Free Walking Tour, presente em diversos países, também é uma ótima opção para conhecer São Paulo. Com um guia, os grupos partem da Praça da República e percorrem os principais pontos turísticos da capital, apresentando a história de cada um. O tour passa pelo Viaduto do Chá, Teatro Municipal, Pateo do Collegio, Catedral da Sé e muitos outros locais. A caminhada tem duração de 3h30 e é importante chegar ao ponto de encontro com 15 minutos de antecedência para não perder o grupo!

    • Endereço: ponto de encontro na Praça da República, próximo ao Centro de Informação Turística.
    • Horário de funcionamento: às segundas, quartas, sextas e sábados, às 11h30.

    47. Rua 25 de Março

    A 25 de Março é o destino mais famoso da cidade quando o assunto são compras. Conhecida como o maior centro comercial da América Latina, o local é um verdadeiro paraíso para quem está com um dinheirinho sobrando. Lá você vai encontrar de tudo, mas de tudo mesmo: roupas, calçados, bijuterias, fantasias, artigos para casa, decoração e tudo o que você imaginar.

    Mas não saia comprando na primeira loja que encontrar pelo caminho. A graça está em bater perna e pechinchar para conseguir um preço ainda melhor. Às vésperas de datas especiais, como Natal e Ano Novo, a movimentação é grande e mais de 1 milhão de pessoas circulam ali por dia. Vá com cuidado, paciência e boas compras!

    48. Catedral da Sé

    Imponente da Praça da Sé, o marco zero da cidade, surge a Catedral da Sé, a igreja-mãe da Arquidiocese de São Paulo. A igreja de estilo neogótico começou a ser construída em 1913 e foi concluída 40 anos depois. Ali são realizadas as celebrações mais importantes da Igreja Católica e na sua cripta estão enterrados os restos mortais do cacique Tibiriçá e dos padres jesuítas Manuel da Nóbrega e José de Anchieta. Além de assistir às missas, você também pode entrar e conhecer seu interior grandioso.

    • Endereço: Praça da Sé, s/nº.
    • Horário de funcionamento: missas – segunda e sextas, às 9h, 12h e 17h; terça, quarta e quinta, às 12h e 17h; sábado, às 12h; domingo, às 9h, 11h e 17h. Visitação à cripta – segunda, das 9h às 11h30 e das 13h às 16h30; terça, quarta e quinta, das 9h30 às 16h30; sexta, das 10h às 16h30; sábado, das 9h às 15h30; domingo, das 12h30 às 15h30.

    49. Arena Corinthians

    Os torcedores corintianos têm a chance de conhecer áreas exclusivas do Itaquerão, o templo do time paulista. O tour passa pelo vestiário, pela sala de estar, onde estão as esculturas de Basílio e Sócrates, pelo auditório, onde são realizadas as coletivas de imprensa, pisar no gramado e muito mais. É a chance do torcedor sentir na pele a emoção de seus ídolos.

    • Endereço: Av. Miguel Ignácio Curi, 111 – Itaquera.
    • Horário de funcionamento: saiba os dias e horários no site.
    • Valor de entrada: inteira – R$ 40; meia-entrada – R$ 20.

    50. Parque do Povo

    O Parque do Povo é perfeito para relaxar em um dia de sol na cidade. O local é um canto de paz em meio aos altos prédios da região, que trazem até um certo charme. Ali, há espaço para a prática de atividades físicas, quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, quadra de futebol e muita grama para deitar e fazer um piquenique ouvindo o som dos pássaros.

    • Endereço: Av. Henrique Chamma, 420 – Itaim Bibi.
    • Horário de funcionamento: diariamente, das 6h às 22h.
    • Valor de entrada: gratuito.

    Quanta coisa! Mas saiba que isso é a apenas uma amostra do que a capital oferece. E se você tem tempo e quer um programa ainda mais diferente, que tal se aventurar pelos trilhos da cidade? Conheça as opções de passeio de trem em SP para fazer um bate-volta pela capital e pelo interior. Bom passeio!

    PARA VOCÊ